4% dos idosos de Belém não retornam para tomar a segunda dose da vacina


Dez mil idosos acima de 65 anos ainda não retornaram aos pontos de vacinação espalhados pela capital paraense para tomar a segunda dose da Coronavac, vacina contra a covid-19. O número de belenenses nessa faixa etária que ainda não receberam a segunda dose do imunizante representa 4% das 35.276 pessoas faltosas em todo o Pará. Mesmo assim, o percentual está abaixo da média nacional: 14%. Apesar das abstenções, a Prefeitura de Belém já realizou quatro chamadas à imunização dos faltosos.


Segundo o diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), em Belém, Cláudio Salgado, a segunda dose para os idosos acima de 60 anos que tomaram a vacina Astrazeneca/Fiocruz será feita no dia 16 de junho. Ainda de acordo com o diretor, a cidade atingiu 210 mil idosos com a primeira e segunda doses, porém dez mil não apareceram para receber a imunização completa com a Coronavac.


“Fizemos quatro chamadas desse público de idosos, com mais de 65 anos, para receberem a Coronavac, mas dez mil não compareceram. Já atingimos 210 mil idosos e passamos da meta inicial, que era de 199 mil”, diz Salgado, ao explicar que a necessidade de avançar com outros grupos não permite fazer novas chamas aos faltosos.


No entanto, a Secretaria estuda mecanismos para chegar até eles e, possivelmente, será feita uma busca ativa, por meio dos agentes comunitários, indo até as casas. E destaca que a segunda dose é necessária, visto que o percentual de proteção aumenta em até 90% com ambas as doses, pois evita a morte pela doença, que no Brasil já ultrapassa 428 mil óbitos.


Os idosos que ainda não tomaram a segunda dose da CoronaVac, podem ser tomar o imunizante em até 45 dias após a primeira dose. A Sespa informa que os faltosos devem procurar ser vacinados o mais rápido possível com a vacina do mesmo laboratório produtor da primeira dose.


A vacinação ocorre em 20 pontos de Belém. É necessário levar os documentos de RG, cartão de vacinação e cartão do SUS.


Foto: Alex Ribeiro / Ag. Pará

60 visualizações0 comentário