Artesanato de indígenas Juruna e Arara promete encantar público em Belém


Foto: Ascom/Igama

A capital paraense recebe, nesta quinta-feira (26), a exposição "Arte e Artesanato Juruna e Arara da Volta Grande do Xingu". O evento tem a presença de pelo menos 30 indígenas das etnias Juruna e Arara, que estão na capital paraense para expor sua arte. O evento começa hoje e vai até 12 de junho, no Espaço São José Liberto, com dias e horários diferenciados.


Ao todo, os Juruna e os Arara da Volta Grande do Xingu vão encantar o público com cerca de mil peças variadas e diferentes, expressões artísticas que envolvem a comunidade na preparação de adornos que trazem para os centros urbanos uma pequena mostra da riqueza cultural e ancestral desenvolvida nas aldeias.


Grande parte dessa expressão chega numa explosão de cores, desenhos e significados. Cada povo tem uma estética diferente, seja nos traços, nas cores, nos tipos de produtos criados e produzidos, tudo muito característico de cada aldeia que circunda a região da Volta Grande do Xingu.


Os grafismos são reproduzidos em diversos tipos de adorno como colares, brincos, pulseiras e braceletes, mas também podem ser vistos na cestaria, na pintura de tecidos e na pintura corporal.

Trabalhos expõem uma produção artesanal riquíssima, que utiliza fibras, plumaria, pintura, sementes, ossos e, principalmente, miçangas transformadas em peças únicas. / Foto: Reprodução

A ideia do projeto é a geração de renda para essas comunidades a partir do artesanato tradicional que eles já produziam em Volta Grande do Xingu, impactada pela construção da hidrelétrica de Belo Monte, na região do Xingu.

Foto: Ascom/Igama

O cacique Ednaldo, da aldeia Yticon, em Volta Grande do Xingu, comentou sobre a importância do evento.

Trouxemos o melhor que a gente pôde fazer de artesanato para esse evento. É muito bom podermos mostrar os nossos trabalhos fora da nossa região porque ajuda no desenvolvimento e eles passam a ser ainda mais reconhecidos.

Já o cacique Francisco Bernardino, da etnia Juruna e aldeia Boa Vista, em Vitória do Xingu, falou da oportunidade de expor a arte indígena para além da sua região.

Para mim é muito importante trazer o nosso trabalho e estar representando lideranças que não puderam estar presentes. É um privilegio mostrar um pouco da nossa cultura.

A exposição "Arte e Artesanato Juruna e Arara da Volta Grande do Xingu" abre nesta quinta (26), às 18h30, e pode ser visitada até o dia 12 de junho, em dias e horários diferenciados. O evento conta com a presença de 30 indígenas que vieram da região de Altamira especialmente para a cerimônia, que é aberta ao público.


O evento é uma realização das Associações Indígenas Juruna e Arara da Volta Grande do Xingu, com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).


Serviço – Exposição "Arte e Artesanato Juruna e Arara da Volta Grande do Xingu"

Data: 26 de maio a 12 de junho, com entrada franca

Hora: Terça a sábado, das 10h às 18h; domingos e feriados, das 10h às 14h

Local: Espaço São José Liberto

Endereço: Praça Amazonas, s/n – bairro do Jurunas

150 visualizações0 comentário