Artistas paraenses protestam sobre a exclusão de nortistas do Prêmio Multishow



Na noite da última quarta-feira (08), foi ao ar, mais uma edição do Prêmio Multishow 2021.


A atração premiou diversos artistas que se destacaram ao longo do ano, tanto pelos seus hits mais bombados, como também as performances que encheram de brilhos os olhos do público, entre muitas outras categorias. Mas o que de fato chamou a atenção, e que tem levado a discussão principalmente nas redes sociais, foi a falta dos artistas da região norte do país, que se quer foram convidados para a premiação.


Assim como frete grátis não existe para o Norte do Brasil, a visibilidade da nossa cultura também não é entregue ao restante do país.


O Pará não tem um representante no Prêmio Multishow desde 2013, quando a Gang do Eletro disputou a categoria de melhor show.


A falta de espaço na atração, que é considerada uma das maiores do país no segmento musical, fizeram com que nomes, conhecidos pelo grande público, em especial, do estado do Pará, como o dos cantores Gaby Amarantos, Keyla Gentil, Aíla, e Felipe Cordeiro, entre outros, se pronunciassem sobre a exclusão do Norte do Prêmio Multishow.


Um dia após a premiação, na quarta 9, Gaby Amarantos, cantora paraense que já chegou a vencer um Prêmio Multishow em 2012, com música "Ex Mai Love", se posicionou contra o fato de não ver no palco do prêmio, os artistas do norte, de enorme talento, e que estão na estrada há anos, não terem sido lembrados. "Artistas da Amazônia, região Norte não existem para as premiações Brasileiras e isso dá um desestímulo da p*rra. A gente faz álbum, lança os clipes mais f*das, mas nos ignoram, que vontade de gritar que Nós Existimos! Nos respeitem!", escreveu a artista no Twitter, que ficou conhecida pelo hit “Treme’’.



Foto: Reprodução - Redes Sociais


A cantora Keila Gentil, que também, já havia sido premiada no Prêmio Multishow, também foi as redes sociais, desabafar, mais sobre o caso: “Eu vim engrossar o coro com os artistas do Norte Brasileiro que há anos produzem e acontecem por aqui. A falta de reconhecimento é desanimadora. Sim, eu junto a Gang do Eletro já ganhei dois Prêmios Multishow. Há quantos anos isso faz? De que forma o meu trabalho e de tantos outros reverberam hoje? Qual o motivo de por tantos anos não ter um representante da música do Norte nesses prêmios? São muitos questionamentos. É apenas uma resposta: invisibilização, menosprezo e o grito entalado na garganta 'Somos Música Brasileira’. Parem de nos pintar caricatos e excêntricos como uma música regional e isolada como se a gente não fizesse parte desse país. Já chega de silêncio! Sabemos a nossa importância e potência e exigimos nosso lugar e respeito", desabafou a cantora, nas redes sociais.


Foto: Reprodução - Redes Sociais


136 visualizações0 comentário