Bandeira Verde: Mudança de restrição em Belém e mais 72 cidades durante a pandemia da covid-19



Foto: Reprodução site O Liberal

Belém e outras 70 cidades do PA passaram da classificação do bandeiramento amarelo para o verde no programa de retomada das atividades do governo estadual. As mudanças nas restrições devido à pandemia foram publicadas pelo governador Helder Barbalho, em edição extra do Diário Oficial da última sexta-feira (9).


Passaram para a classificação verde: Belém e as regiões metropolitana, Marajó Oriental, Baixo Tocantins e nordeste do Pará. As demais regiões continuam na coloração amarela.


Confira:

  • Metropolitana I: Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará

  • Metropolitana II: Acará, Bujaru, Colares, Concórdia do Pará, Santa Isabel do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, Tomé-Açu e Vigia;

  • Marajó I: Afuá, Cachoeira do Arari, Chaves, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure

  • Tocantins: Abaetetuba, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju e Oeiras do Pará;

  • Nordeste: Aurora do Pará, Capitão Poço, Castanhal, Curuçá, Garrafão do Norte, Igarapé-Açu, Inhangapi, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Nova Esperançado Piriá, Paragominas, Santa Maria do Pará, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São João da Ponta, São Miguel do Guamá, Terra Alta e Ulianópolis

  • Rio Caetés: Augusto Correa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piria, Capanema, Nova Timboteua, Ourém, Peixe-Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, Santarém Novo, São João de Pirabas, Tracuateua e Viseu.

A cor do bandeiramento, indica a classificação do risco de contaminação da covid-19. Verde: classificar risco baixo de proliferação do novo coronavírus; Amarela: risco intermediário de proliferação do novo coronavírus.

Com a mudança no bandeiramento para verde, os municípios retomar de forma flexibilizada a abertura da maioria das atividades não essenciais, "respeitadas as regras de proteção sanitária e distanciamento controlado das pessoas, mediante o cumprimento de protocolos sanitários".

Entre os principais pontos do novo decreto estão:

  • Ficam proibidas aglomerações, reuniões, manifestações, em locais públicos, para fins recreativos, com audiência superior a trezentas pessoas.

  • Fica permitida a realização de eventos privados em locais fechados, com audiência de até trezentas pessoas, limitados a 75% da capacidade do estabelecimento.

  • Ficam autorizados a funcionar restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos afins, respeitadas as regras de ocupação de espaço.

  • Permanecem proibidos e fechados: boates, casas noturnas, casas de shows e estabelecimentos afins, e a realização de shows e festas abertas ao público;

204 visualizações0 comentário