Belém retoma às aulas presenciais sendo a segunda capital que mais vacinou crianças no Brasil


Belém retomou às aulas presenciais na rede municipal de ensino nesta segunda-feira, 7. A capital paraense é a segunda no país que mais vacinou crianças, segundo a pesquisa feita pelo jornal O Globo. E isso foi um fator primordial para o retorno às salas de aula.


Segundo a secretária de educação, Márcia Bitencourt, este retorno é muito bom para o aprendizado das crianças e para que avance a vacinação infantil contra a covid-19.


Ainda segundo Márcia, as escolas estão exigindo os comprovantes de vacinação dos professores e dos alunos. Além de montar um esquema sanitário para receber os educandos. As unidades de educação estão equipadas com pias na entrada, álcool em gel, tapete sanitizante, termômetros para aferição de temperatura e medidas de demarcação de distanciamento físico.


Cronograma de retorno:


  • O retorno presencial ocorre de forma gradual e escalonada em quatro etapas. Nesta primeira fase, retornaram 50% dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), da 3ª e da 4ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai) e do ensino médio.


  • No dia 14 de fevereiro, será a vez dos outros 50% dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), da 3ª e da 4ª totalidade da Ejai e do ensino médio; e de 50% dos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) e da 1ª e da 2ª totalidade da Ejai.


  • No dia 21 de fevereiro, retornam os outros 50% dos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) e da 1ª e da 2ª totalidade da Ejai; e 50% dos estudantes da Educação Infantil. E, por fim, no dia 3 de março, voltam os outros 50% dos estudantes da Educação Infantil.


  • Após dois rodízios de cada etapa, dependendo do cenário da pandemia da covid-19 no município, a Semec retornará com 100% dos estudantes de acordo com a realidade de cada região do município.


"Bora pra Escola":


Além do fator sanitário, a Prefeitura lançou o programa “Bora pra Escola”, que ajudará financeiramente os estudantes neste retorno. O benefício é concedido, em parcela única, no valor de R$150,00, e é destinado a todos os estudantes da educação Infantil, ensino fundamental e educação de jovens, adultos e idosos da rede municipal de ensino.


Aqueles, que ficaram órfãos em decorrência da Covid-19 receberão o auxílio no valor de R$ 300, caso apresente o atestado de óbito dos responsáveis do pai ou da mãe no período de 2020 ou 2021 e que comprove ser em decorrência da covid-19. E os estudantes concluintes do ensino médio matriculados na Fundação Escola Bosque (Funbosque) receberão o valor de R$ 500.

48 visualizações0 comentário