Belém vai virar “sauna”: vereadores querem liberar construção de prédios na orla


Vereadores Mauro Freitas e Zeca Pirão

O vereador Zeca Pirão (MDB), presidente da Câmara Municipal de Belém, apresentou nesta segunda (31), mais um projeto que fere o plano diretor da cidade. É mais uma emenda criminosa na lei 8.655de 2008, que acaba com o Plano diretor da cidade, se aprovado autoriza a construção de prédios comerciais ou residenciais na orla de Belém.


A sociedade vem lutando contra a derrubada do veto ao projeto que muda o plano diretor da cidade que o ex-prefeito Zenaldo Coutinho fez no final do ano passado, quando sua base governista comandada pelo vereador mais gazeteiro de Belém, Mauro Freitas (PSDB), aprovou em tempo recorde sem consulta ou debate com o povo.


A proposta inicial do Vereador Mauro Freitas já era ruim, mas com a proposta do vereador Zeca Pirão o que estava ruim piorou, pois se trata da liberação de construção de prédios residências em áreas de preservação ambiental na orla de Belém.


Um dos pontos negativo que a verticalização sem planejamento adequado é poder gerar o fenômeno da "ilha de calor", em que as áreas urbanas ficam com temperaturas maiores do que as zonas rurais mais próximas. A disposição de prédios altos também pode provocar a canalização de ventos, gerando desconforto no nível das calçadas. Há de se destacar que os prédios altos interferem nas correntes marítimas, essenciais na regulação térmica da cidade, e vêm causando também a saturação do sistema de água e esgoto.


Entenda o projeto – o vereador Mauro Freitas, no final do ano de 2020, apresentou o Projeto de Lei Complementar nº 01, de 21 de outubro de 2020 ao Plano diretor da cidade que é a lei 8.655 de julho de 2008, onde o teor seria a mudança do Plano Diretor de Belém, que libera a construção de comércios atacadista e varejistas em áreas de preservação ambiental com a orla de Belém. O projeto foi aprovado juntamente com mais outros 85 projetos no tempo de 10 minutos, absurdo! Sem debate e sem consulta popular com os belenenses, de forma totalmente arbitraria e irregular. No entanto, houve pressão popular que fez com que o ex-prefeito Zenaldo Coutinho vetar o projeto. Mas desde fevereiro deste ano, Mauro Freitas vem tentado derrubar o veto, e agora o vereador Zeca Pirão apresenta mais essa proposta que se aprovado acaba de vez com o plano diretor da cidade.


Em atualização...

73 visualizações0 comentário