Bolsonaro exonera Rodrigo Cruz, então secretário-executivo do Ministério da Saúde


Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

O presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou o engenheiro Rodrigo Cruz do cargo de secretário-executivo do Ministério da Saúde, a pedido do então titular da pasta. Quem vai ocupar o lugar é Daniel Meirelles Fernandes Pereira. A decisão foi publicada nesta quarta-feira (11), na edição 88 do Diário Oficial da União.


O ex-secretário-executivo assumiu o cargo em março de 2021, por indicação do ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas.


Foi uma tentativa de aumentar os quadros técnicos e melhorar a gestão do Ministério da Saúde, principalmente relacionada à logística de distribuição de vacinas.


O nome de Cruz foi indicado a Queiroga pelo ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas (Republicanos).


Aos 39 anos, Cruz foi secretário executivo adjunto da pasta de Freitas, responsável por operações como o transporte de máscaras da China e o transporte de medicamentos.


Em seu lugar, será nomeado Daniel Meirelles Fernandes Pereira, então assessor especial da Saúde.

16 visualizações0 comentário