Brasil supera 620 mil mortes por covid-19, enquanto média móvel de casos aumenta por todo país


Foto: Reprodução - Alex Pazuello/Semcom

O Brasil passou a marca de 620 mil mortos pela covid-19 neste domingo (9). De acordo com dados do consórcio de imprensa, consolidados às 20h, foram registrados 50 óbitos em decorrência da doença do novo coronavírus. O que elevou o total de vidas perdidas no país para 620.031.


A média móvel de mortes também subiu e foi 28% maior do que o total de duas semanas atrás, com 123 óbitos. O dado aponta para uma tendência de alta nas mortes e nos casos da doença. Ao todo, 23.504 novos casos foram confirmados nas últimas 24 horas, elevando mais de 22,5 milhões o total desde o início da pandemia no Brasil.


A média móvel de casos registrados dos últimos sete dias, de 33.146, é a maior desde 23 de setembro do ano passado.



Azul - Em queda; Amarelo - Estavél; Vermelho - Em alta.


No Pará segundo dados da secretaria de estado e saúde pública (Sespa) dia 09 de janeiro Mostra um aumento no número de óbitos por covid19 no estado veja abaixo o mapa atualizado com os estados brasileiros que estão com alta no número de óbitos por covid19.


Diagnóstico dos hospitais:


Em meio à aceleração dos casos no Brasil, pacientes já relatam dificuldades para a realização de testes de covid-19 e influenza em laboratórios particulares e farmácias. Com isso, por exemplo, a fila de espera chega a três dias e o prazo está cada vez mais longo para os resultados. Já no setor público, funcionários se queixam de hospitais lotados, demora no atendimento e carga horária exaustiva

Na Europa, países com taxas de vacinação superiores às do Brasil, como a Alemanha, o cenário atual é o pior desde o início da pandemia. No geral, o velho continente passa por uma “pandemia de não vacinados “, já que as mortes estão concentradas majoritariamente entre os negacionistas que rejeitaram as vacinas. Entretanto, não existe vacina 100% eficaz contra nenhuma doença. Como o vírus tem potencial, ainda que reduzido, de ser transmitido entre vacinados, menos mortes ainda serão muitas em um cenário de descontrole generalizado.

35 visualizações0 comentário