Campanhas do mês de março: Março Verde, Março Lilás, Março Vermelho, Março Azul


O mês de março tem várias campanhas de prevenção a doenças, que são representados pelas seguintes cores, março verde, que chama atenção para neuromielite óptica, março lilás, campanha de prevenção ao câncer do colo do útero, março vermelho que é uma campanha de prevenção ao câncer renal, março azul de prevenção ao câncer colorretal.


Março Verde


Março verde de conscientização a saúde visual reforça a importância do cuidado com a visão, pontuando a importância para a qualidade de vida das pessoas. Uma campanha idealizada pelo Conselho Brasileiro de Òptica e Optometria – CBOO, buscando a atenção para os milhares de brasileiros que possuem problemas relacionado a visão, e cerca de 6 milhões estão em idade escolar, dificultando o rendimento desses alunos.


A campanha busca reforça a importância da visão e que a dificuldade de enxergar ou qualquer problema relacionado a ela gera da população um certo desconforto que prejudica o contexto maior, como evasão escolar, marginalização, baixo rendimento econômico pela baixa produtividade e consequentemente uma baixa qualidade de vida.


Março Lilás


O março lilás, campanha de prevenção ao câncer do colo do útero, é o terceiro câncer que mais mata entre as mulheres no mundo, assim como é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina, por isso o mês de março busca da uma atenção especial para esse câncer. Em 2021 segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 270 mulheres morreram devido o câncer do colo do útero, uma média de 23 mulheres por mês.


Esse câncer que está entre o terceiro que mais mata no Brasil, tem sua alta de mortalidade na região do Amazonas, segundo o Inca, no triênio 2020/2022 será 16.710 novos casos no Brasil, e no Amazonas, a estimativa é de cerca de 700 novos casos. Portanto a campanha busca estimular a sociedade para a prevenção da doença, haja visto que a causa principal do desenvolvimento de tal está pelo contagio do papilomavírus humano (HPV). Para evitar HPV é necessário que os responsáveis pelas meninas entre 09 a 14 anos e meninos entre 11 a 14 busque a vacinação para as crianças, que está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).


Março Vermelho


A campanha do março vermelho tem como objetivo conscientizar e alertar a população sobre os riscos do câncer renal, e da saúde dos rins, uma patologia que atinge milhares de brasileiros, segundo o INCA são 6 mil novos casos registrados anualmente, foras outros problemas renais que dificultam a vida de muitos cidadãos.


O câncer renal é muito presente em pessoas ligados a fator biológico, em fumantes e principalmente entre homens na faixa etária de 50 a 70 anos representando 3% da neoplasia maligna em adultos. O cuidado com os rins é muito importante porque trabalha limpando as impurezas do nosso organismo, e se danificado com infecções, calculo ou câncer poderá haver um comprometimento de toda a saúde corporal.


O tabagismo eleva as chances de até duas vezes para o câncer renal, pois as toxinas do cigarro vão para o pulmão e logo direcionada para a corrente sanguínea que chega até os rins sobrecarregando a filtragem necessárias. Se você já tem problema renais, ou mesmo com histórico familiar da doença, se cuide, faça exames rotineiramente e evite problemas que afetam o funcionamento dos rins.


Março Azul Marinho


A campanha do março Azul Marinho alerta a população para a importância do diagnóstico precoce e do tratamento do câncer colorretal. Segundo o INCA esse é um dos três tipos de câncer que mais atinge brasileiros, é o segundo câncer mais comum em mulheres atras do câncer de mama e o segundo mais comum nos homes, perdendo apenas para o câncer de próstata, é o segundo câncer que mais mata no país.


Percebendo a gravidade desse câncer surge uma preocupação por parte dos especialistas e da própria sociedade, de modo que a campanha de apoio e prevenção busca surtir um alcance na sociedade em combate a doença e prevenções futuras. Segundo o portal de notícias Diário do Sudeste, o médico gastroenterologista e endoscopista Joel Bordignon, pontua que, quase 5% da população total do país terá câncer colorretal.


Os sintomas da doença são, alteração do hábito intestinal, diarreia, intestino preso, dor abdominal, cólicas, perda de peso sem causa aparente, podem ser indícios da doença, porém quando os sintomas costumam aparecer pode ser a doença em estado avançado, por isso a prevenção é importante.

23 visualizações0 comentário