Carnaval Vigia 2022: Mais um ano sem festa, setor informal será o mais atingido


Foto: Reprodução - Portal a Tarde

O carnaval em Vigia de Nazaré, no nordeste paraense, é um dos mais animados do Pará e leva milhares de pessoas para a cidade mais antiga do estado. A cidade de vigia possui uma população de 47 mil pessoas e com uma economia local que gira em torno da pesca e de serviços.


Os meses que antecedem o carnaval são bastantes agitados na cidade, pois a cidade se prepara pra receber o dobro de sua população local, e turistas de fora do estado que vem para conhecer um dos carnavais mais tradicionais do estado do Pará.


Com a persistência da pandemia de covid-19 e o decreto da prefeitura de vigia suspendeu o carnaval de rua tradicional na cidade, sob alegação que a vinda de milhares de turistas na cidade poderia resultar em um aumento significativos dos casos de covid-19.


A não realização do carnaval de rua na cidade causa um enorme estrago na economia de vigia. O mês do carnaval em vigia pra muitos trabalhadores informais da cidade e considerado um mês pra faturar.


Do vendedor de churrasquinho de gato, passando pela tia que vende cafezinho com tapioca de manhã cedo, e chegando ao vendedor de bebidas alcoólicas, toda uma cadeia de trabalhos informais fica prejudicada.


Um dos setores que mais sentem o impacto negativo na cidade de vigia e o setor de hotéis e pousadas da cidade, que no mês de fevereiro fica com a lotação máxima na cidade.


Com tantos serviços prejudicados com a suspensão da folia em vigia a prefeitura da cidade deixa de arrecadar milhões de reais em impostos, que por sua vez causa um desiquilíbrio nas contas municipais da cidade

41 visualizações0 comentário