Cerca de vinte servidores sindicalistas protestam em frente a prefeitura de Belém cobrando reajuste


A manhã desta quinta-feira (17), amanheceu com a vanguarda dos sindicatos dos servidores públicos de Belém protestando em frente a prefeitura de Belém. Os dirigentes sindicais querem aumento de 6% de salário, 500 reais de vale alimentação, são mais de 6 anos que não houve aumento dos salários, pois foi congelado pela gestão do ex-prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB).


A nova gestão desde quando assumiu a prefeitura, chamou a categoria para estabelecer uma mesa permanente de negociação como foi prometido pelo prefeito Edmilson Rodrigues ainda em campanha eleitoral. Em uma das rodadas de negociação com os sindicatos ainda em maio deste ano, foi acordado aumento do vale alimentação “Sodexo” de 100 reais e equiparação salarial a partir de 2022. Mas em parecer ontem do Tribunal de Contas do Município (TCM), foi negado e caso a prefeitura desobedeça, pode ter suas contas reprovadas.


Sobretudo a intransigência dos sindicalistas que tem a intenção de desgastar a nova gestão, chama protesto para a frente da prefeitura e cobra do prefeito que ele inflija a lei e dê o reajuste. Enquanto isso o povo de Belém assim como todo o povo Brasileiro sofre com a consequência da pandemia, sem emprego, sem salário e sem comida na mesa. Será que é justo que a prefeitura dê aumento para servidores que há quase dois anos estão sem trabalhar e só recebendo seus salários enquanto o povo amarga o desemprego e a falta de renda?


A luta por direitos é valida e não é isso que estamos questionando, mas nos parece que estamos diante de falta de bom senso dos sindicalistas, que sozinhos falam em nome de categorias que é tão numerosa. Pela imagem observamos que não chega a 20 pessoas nesse protesto, o prefeito de Belém precisa ouvir o povo e a base dos servidores, pois a direção desses sindicados que ficaram de braços cruzados todos esses anos que Zenaldo massacrou a categoria, não podem sozinhos decidir pela vida de milhares de servidores.

39 visualizações0 comentário