Cesta de Natal está mais cara no Norte, dizem donos de supermercados


Foto: reprodução


A ABRAS, a Associação Brasileira dos Donos de Supermercados, fez um levantamento de preços dos produtos tradicionais do Natal e constatou que a cesta de compras para o período é mais cara na região norte, enquanto a mais barata é encontrada na região sudeste.


A cesta engloba dez produtos tradicionais nas festas de final de ano, como aves, lombo, pernil, azeite, espumante e panetone. No Norte, a cesta sai por 297,12 reais. A segunda mais cara é a do Centro-Oeste, que sai por 271,64 reais. Na sequência vêm o Sul (267,31 reais) e o Nordeste (264,79 reais). O Sudeste registrou a cesta mais barata, a 241,30 reais.


De um modo geral, uma cesta comum de Natal teve aumento de, no mínimo, 6% se comparado ao ano passado. A inflação está em alta e reflete nos preços dos alimentos. A orientação dos especialistas é substituir alguns produtos mais tradicionais por outros, levando em consideração, além do preço, os valores nutricionais também.


Nos últimos meses a inflação se tornou um dos maiores inimigos para o bolso dos brasileiros. Alguns dos produtos mais essenciais, como o combustível, passaram por vários reajustes desde o início do ano. Com a chegada das festas de fim de ano, umas das preocupações é com os gastos para que as comemorações não extrapolem o orçamento mensal.


Para realizar as tradicionais ceias de natal em família, o paraense terá que pesquisar bastante para não gastar muito. Um dos produtos que mais chamou a atenção por conta do aumento do preço este ano foi o panetone.


Segundo um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o panetone ficou 26% mais caro. Deixar de realizar a ceia em família não é uma opção por ser evento tão tradicional. A orientação é fazer substituições e procurar pelo menor preço. A preocupação é com o bolso, mas também com a saúde.

A dica da nutricionista Cláudia Ribeiro sugere que, no momento de fazer as compras do natal, o consumidor não pode deixar de lado os valores nutricionais dos alimentos. Ela indica frutas, trocar o peru de natal pelo frango, arroz, feijão, substituir também as frutas cristalizadas pelos legumes entalados que podem ser colocadas ao arroz, além de vinho, temperos, e um panetone.

Para economizar as pessoas também podem optar por cestas de natal montadas ou cestas básicas.

5 visualizações0 comentário