Cine Olympia 110 anos: confira algumas curiosidades sobre um dos cinemas mais antigos do Brasil


Foto: Fachada Cine Olympia - Divulgação

O Cine Olympia resiste ao tempo com muita história para contar. Neste domingo (24), o cinema que é considerado o mais antigo em funcionamento completa em 110 anos.


O Olympia é uma das magnificas obras que a Bella Époque paraense nos deixou. Ele foi inaugurado em 24 de abril de 1912, pelos empresários Carlos Teixeira e Antonio Martins e tinha a missão de ser um ponto de encontro da elite da cidade das mangueiras.



Foto: Cine Olympia - Divulgação

Naquela época, as pessoas entravam no cinema por baixo da tela, o que era muito comum em cinemas franceses e Belém bebeu muito na fonte de cultura da França. Ao lado, ficava uma orquestra que tocava a trilha sonora do filme, pois naquela época o cinema ainda era mudo. Com a chegada do som gravado, a orquestra encerrou seu trabalho em 1930.


E em 30 de novembro de 1930, o primeiro filme sonoro a ser exibido em Belém foi “Alvorada do Amor”, opereta da Paramount Picture, com Maurice Chevalier e Jeanette Mac Donald, dirigida por Ernest Lubitsch.




E a maior bilheteria do Olympia também foi na década de 30 com o filme “King Kong”, de Mirian C. Cooper e Enest B. Schoedsack, com Robert Armstrong e Fay Wray.






O Primeiro Brasileiro no Cinema Americano - Uma das histórias inusitadas sobre o Cine Olympia foi a revelação do ator paraense Syn de Conde, que gravou com o diretor norte-americano David W. Griffith, conhecido como o Pai do Cinema. Syn de Conde foi considerado o primeiro brasileiro a fazer cinema nos Estados Unidos, antes mesmo de Hollywood (ser criada)”.



Syn de Conde


Em 1974 Belém foi palco de acontecimentos importantes e filmes memoráveis. E o Olympia sediou o I Festival de Cinema Brasileiro, com as exibições diárias dos filmes participantes do evento, que iriam concorrer ao Prêmio Muiraquitã.

34 visualizações0 comentário