Com 100% dos servidores da rede municipal de ensino imunizados, Belém retoma as aulas hoje


Foto: Reprodução site Agência Belém


A Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec), informou que as escolas municipais de Belém retornam as aulas hoje, terça-feira (13), o retorno será feito, inicialmente, com a educação infantil.


Esta volta às aulas será diferente de todas as outras. Escolas da capital paraense, assim como do Brasil inteiro, que primeiro trancaram seus portões para barrar a pandemia, agora está com 100% do grupo docente da rede municipal de ensino imunizado com as duas doses contra a coivd-19, então as escolas vão receber agora a turma completa (ou quase), e as aulas serão nos formatos presenciais e escalonadas.


As regras para que o vírus não se espalhe não fogem da cartilha martelada pela Organização Mundial de Saúde: máscara no rosto, álcool em gel na mochila e carteiras separadas umas das outras.


E a Semec conta com ajuda da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), para auxiliar o monitoramento desse retorno. A Sesma desenvolveu um aplicativo, que faz com que os servidores das escolas possam notificar casos suspeitos da covid-19, assim como outros adoecimentos nas unidades escolares.


Ainda, a Semec informou que os alunos do ensino infantil serão distribuídos em grupos de 25% das turmas, que deverão comparecer presencialmente em dias alternados. Já as turmas de meio período retornarão em grupos com 33% dos alunos.


O calendário de retorno as aulas presencias na rede municipal será da seguinte forma:
13 de setembro de 2021: alunos da educação infantil, distribuídos em grupos de 25% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados. As turmas de meio período retornarão em grupos com 33% dos alunos em dias alternados.
20 de setembro de 2021: alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e da 1ª e 2ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai), com os alunos distribuídos em grupos de 33% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados.
27 de setembro de 2021: alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª e 4ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI), com os alunos distribuídos em grupos de 33% das turmas e comparecimento presencial em dias alternados.

Os desafios agora serão gigantescos para recuperar o tempo perdido. Por quase um ano e meio, foram muitos os alunos que sequer estavam tendo aulas on-line. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em média, dois terços de um ano letivo foram perdidos em todo o mundo devido ao fechamento das escolas. Segundo a Unicef, 5 milhões de crianças do planeta não tiveram acesso à educação durante a pandemia.






45 visualizações0 comentário