De volta ao mapa da fome: mais de 60 milhões de brasileiros estão com insegurança alimentar


Foto: RBA - Rede Brasil Atual

Sob o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), a quantidade de brasileiros que enfrentaram algum tipo de insegurança alimentar ultrapassou a marca de 60 milhões.


De acordo com o levantamento das Nações Unidas, o número de pessoas que lidaram com algum tipo de insegurança alimentar no Brasil foi de 61,3 milhões. Isso quer dizer que praticamente três em cada dez habitantes do país, tem dificuldades em acessar alimentos básicos. Desse total, 15,4 milhões enfrentaram uma insegurança alimentar grave.


O documento analisa dados entre o período de 2019 a 2021. Os últimos números revelam uma piora alarmante da fome no Brasil durante o governo Bolsonaro. Para critério de comparação, entre 2014 e 2016, a insegurança alimentar atingiu 37,5 milhões de pessoas – 3,9 milhões estavam na condição grave.


Critérios de insegurança alimentar


Segundo o relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, as definições para a insegurança alimentar são:


Insegurança moderada – as pessoas não tinham certeza sobre a capacidade de conseguir comida e, em algum momento, tiveram de reduzir a qualidade e quantidade de alimentos.


Bora Belém:


Na contra mão deste cenário, Belém é única capital do Brasil que tem um programa de transferência de renda. O Bora Belém já atendeu mais de 17 mil famílias com o objetivo de combater a fome dos que mais precisam, e que tem sua situação agradava pela pandemia de covid-19 e pelo corte do Auxílio Emergencial, promovido pelo governo Bolsonaro,



Com informações de Catraca Livre.


42 visualizações0 comentário