Dia do professor: um dia dedicado a uma profissão desvalorizada


Foto: Google

Hoje, 15 de outubro é comemorado o dia do Professor, e é bom reconhecer esses heróis que se desdobraram durante essa pandemia do coronavírus para que o aprendizado de seus alunos continuasse.


Em março de 2020 com a explosão de covid-19, a pandemia impôs uma nova configuração para as salas de aula. No contexto dos lockdowns, as atividades passaram a ocorrer de forma on-line. De um dia para o outro, os professores também precisaram se reinventar, a sala de aula cheia de alunos deu lugar a um ambiente novo, cheio de cliques e ícones. E, claro, uma câmera como janela ao mundo dos alunos.


Infelizmente a classe do professor ainda não é tão valorizada quanto merecia, o baixo salário do profissional de educação no Brasil. Desvalorização da carreira, má remuneração, rotina desgastante, falta de infraestrutura, recursos, segurança, interesse do aluno e base familiar, são muitos os problemas que rodeiam a classe.

Mas a data é importante para comemorar o que já foi conquistado, mas, principalmente, para conscientizar a população e autoridades sobre o valor de professoras e professores, mulheres e homens que difundem o conhecimento e permitem que meninas e meninos de todo o país possam trilhar caminhos que levem a um futuro promissor.


Uma curiosidade - Você sabia que uma das profissões mais antigas que existem é a de professor? Pois é, o filósofo grego Sócrates era professor de Platão. E isso foi há pelo menos 25 séculos. No Brasil, em 1963, decreto do presidente João Goulart instituiu o dia 15 de outubro como Dia do Professor.







7 visualizações0 comentário