Dia Municipal do Carimbó: Cultura e tradição e muita arte em Belém


Grupo de Tradições Culturais Xuatê Carajás

E hoje, 26 de agosto, na capital paraense é comemorado o Dia Municipal do Carimbó, maior símbolo da cultura do Estado do Pará e que recebeu o título de Patrimônio Cultural Brasileiro concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2015.


Na capital paraense, muitos grupos de Carimbó se reúnem em lugares diferentes da cidade e casas que produzem eventos com bandas regionais também fazem festas em alusão a essa data festiva para os belenenses.


Um desses eventos acontecerá no Centro Cultural Mestre 70, localizado na Av. José Bonifácio, 2981, bairro do Guamá, onde estarão presentes, além do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, também representantes da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Coordenadoria de Comunicação Social de Belém (Comus), Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) e Fundação Papa João XXIII (Funpapa)

Um breve histórico

O Dia Municipal do Carimbó foi instituído em 2004 e é celebrado no dia 26 de agosto, quando também se comemora o centenário do nascimento de Mestre Verequete, um grande representante desse ritmo musical tipicamente paraense.


O processo de inventário para registro do carimbó durou cerca de dez anos e em 2014 foi aprovado por unanimidade, em Brasília, pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, formado por representantes da União e da sociedade civil. No dia 11 de novembro de 2015, o carimbó recebeu oficialmente do Iphan o título de Patrimônio Cultural Brasileiro.



Patrimônio brasileiro - Criado no século XVII por negros africanos do nordeste do Pará e com influências indígena e europeia, o carimbó (ou curimbó) é uma das mais tradicionais expressões culturais do estado e da região amazônica.



78 visualizações1 comentário