Digital influencer diz que prefeito de Ananindeua usou processo integral da inexigibilidade





A Administração do prefeito do município de Ananindeua Dr. Daniel (MDB), está sendo alvo de uma série de denúncias envolvendo as verbas destinadas para a saúde. Uma publicação do influenciador digital David Mafra, em sua conta no Instagram, questionou os gastos públicos do prefeito em relação ao superfaturamento de investimento no Hospital Santa Maria de Ananindeua (HSMA), no valor de 10 milhões de reais.




O questionamento feito pelo influencer é sobre a questão de que as verbas foram enviadas apenas para o HSMA, “é somente no hospital do prefeito que se faz exames laboratoriais em Ananindeua? Não existe nenhum outro laboratório lá?”, disse no post. Ainda a acusação de cita a questão da inexigibilidade de licitação.




A inexigibilidade de licitação ocorre por inviabilidade de competição, observados, no entanto, os conceitos de unicidade e singularidade, quer do objeto ou da pessoa: o primeiro conduz à impossibilidade lógica de licitar, e o segundo torna impossível o confronto. Isso quer dizer que quando somente um representante ou comerciante tem o bem ou serviço a ser adquirido. 



Ainda o influencer incita o vereador de Ananindeua Bob Flay (sem partido), em sua postagem, provocando para provar a verdade sobre a acusação do prefeito de Ananindeua. Sendo que o influencer e o vereador já trocaram farpas nas redes sociais. O influencer acusou o ex-humorista paraense de extorquir empresas em troca de silêncio.



651 visualizações0 comentário