Edmilson já pagou quase R$ 3 milhões de salários atrasados aos anestesiologistas



O prefeito de Belém Edmilson Rodrigues pagou quase R$ 3 milhões de dividas salariais deixados pela gestão de Zenaldo Coutinho (PSDB), aos profissionais anestesiologistas que prestam serviço ao Município. São salários atrasados desde de agosto de 2020 e que a nova gestão já quitou durante esses primeiros meses, mesmo enfrentando as dificuldades decorrentes da pandemia.


Ao mesmo tempo, a Sesma negociou com a cooperativa de anestesiologistas o pagamento dos meses de 2021, alcançando a quitação até o mês de março, já que abril está ainda em processamento e conferência das notas entregues pelos médicos. Com isso, está afastada a ameaça de paralisação desses profissionais.


O vereador gazeteiro Mauro Freitas e sua rede de fake news que propagaram mentiras sobre esse assunto, afirmando que haveria greve em decorrência de não pagamento dos profissionais, omitiu cinicamente o fundamental: foi o prefeito que ele tanto apoiou que deixou um rombo milionário pelo não pagamento de faturas devidas total ou parcialmente de todo o segundo semestre de 2020. Ou seja, em plena campanha eleitoral a Sesma simplesmente deixou um setor essencial à saúde pública à míngua, esperando que essa bomba relógio explodisse no colo do governo Edmilson.


Caiu do cavalo, mais uma vez.

23 visualizações0 comentário