Em Workshop extrativistas criam Rede de Mulheres e encaminham carta ao poder público


Foto: Produção BN


Encerrou nesta terça-feira (30), o I Workshop Mulheres e o Novembro com rodas de conversas, em Bragança. O encontro foi realizado pelas mulheres das Reservas Extrativistas, da Mobilização e Articulação das Mulheres das Marés e das Águas-CONFREM-Brasil.


Foram seis meses de encontros realizando roda de conversa nas resex’s. E a Rede de Mulheres das Marés e das Águas foi criado, neste Workshop com conversas.


O encontro contou com cerca de 50 mulheres durante os dois dias de encontro, de diversas resex’s dentre 12 Marinas e 1 florestal.


De acordo com a pesquisa, 54% das pessoas conhecem alguém que vive em situação de violência e dessa porcentagem, 70% são mulheres e 70% são mulheres negras. Grande parte das famílias tem a mulher como mantenedora do lar, porém com trabalhos precários, como catadoras de latas e lixos.


Nice Tupinambá - Coordenadora do Instituto Nossa Voz

No evento foram quatro rodas de conversas para falar sobre violência doméstica e a importância de discutir essas temáticas: As mulheres, espaço social, contradições e sofrimento; Mulheres, enfrentamento, acesso, direitos sociais e humanos; Mulheres, participação, equidade; Mulheres histórias de vida lutas e conquistas.


Então nesses dois, as mulheres que estiveram presentes também receberam informações sobre como elas podem ser atendidas por órgãos públicos de forma acolhedora e com solidariedade, onde elas devem procurar ajuda e/ou fazer a denúncia. Além disso, houve uma palestra seguida de um bate-papo para explanar às convidadas sobre os tipos de violência que uma mulher pode sofrer, para que assim elas tenham a possibilidade de se reconhecer como vítimas, se for esse o caso.


O workshop finalizou com a leitura do manifesto de lançamento da Campanha ‘NEM PENSE EM ME MATAR’. E seguido da leitura da carta das Mulheres das Marés e das Águas, com proposições construídas no diálogo do cuidado, das denúncias, da escuta, que se entende como um fortalecer nas causas e luta de mulheres pescadoras.


No final foi entregue um certificado e homenagens para as participantes do Workshop.

27 visualizações0 comentário