Encontro debate o enfrentamento à violência contra mulheres em Bragança


Foto: Belém Noticias

A violência está presente no cotidiano das mulheres brasileiras. Desde o assédio moral e sexual até o feminicídio, diferentes dimensões da violência marcam a experiência da vida de mulheres de todas as idades no País. O problema é tão grave, que recentes conquistas legais, como a Lei do Feminicídio, de 2015, reconhecem a especificidade desta violência.


Desde de segunda (29), está acontecendo no município de Bragança, o 1º Workshop ‘Mulheres e Novembro’, com rodas de conversas de assuntos relacionados a violência contra mulheres. O evento reúne diversas representações de mulheres e entidades, associações grupos de mulheres, ao todo 50 mulheres estão credenciadas.


O evento acontecerá em dois dias, 29 e 30 de novembro, e diversos temas relacionados à violência contra serão tratados com representações de muitos movimentos sociais feministas. E é promovido pela Secretaria Nacional das Mulheres da COFREM-Brasil [Conferência Nacional de Fortalecimento das Reservas Extrativistas e dos Povos Tradicionais Extrativistas Costeiros e Marinhos do Brasil], juntamente com as Resex (Reservas Extrativistas) das Mulheres das Marés e das Águas.


O objeto do evento é sensibilizar e organizar as mulheres das Marés e das Águas, para mobilização e articulação. Facilitando assim, um debate para que as mulheres sejam protagonistas na emancipação de suas liberdades.

As rodas de conversas:

29/11 (segunda-feira)

1ª- As mulheres, espaço social, contradições e sofrimento;

2ª – Mulheres, enfrentamento, acesso, direitos sociais e humanos;

3ª – Mulheres, participação, equidade;

30/11 (terça-feira)

4ª – Mulheres histórias de vida luta e conquistas

Finalizando com Entrega das homenagens/certificados e agradecimentos

25 visualizações0 comentário