Esperança: Vacinas para imunizar crianças contra a covid-19 no Pará chegarão amanhã em Belém


Vacina da Pfizer //Foto reprodução



O primeiro lote de vacinas da Pfizer contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou ao Brasil por volta das 4h45 desta quinta-feira, dia 13. O Pará vai receber amanhã sexta-feira, 14, 62 mil doses pediátricas da vacina da Pfizer, que serão disponibilizadas para os 144 municípios do Pará.


De acordo com governador Helder Barbalho, o inciio da vacinação será paras as crianças com onze anos que tenham deficiências e comorbidade, e depois avançando para todas as crianças paraenses.


Segundo o Ministério da Saúde, os dois próximos lotes chegam nos dias 20 e 27 com 3,7 milhões de doses e caberá ao Pará 186 mil doses.


A recomendação do Ministério da Saúde prevê que a vacinação de 5 a 11 anos não é obrigatória e seguirá uma ordem de prioridades, iniciando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes. A imunização ainda requer o termo de autorização dos responsáveis ou a presença desses no momento da vacinação. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.


A Anvisa autorizou o uso da vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos no dia 16 de dezembro do ano passado. O Ministério da Saúde incluiu as crianças no Plano Nacional de Imunização (PNI) no dia 4 de janeiro.


Covid-19 em crianças


Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde contabilizava 308 mortes entre crianças nessa faixa etária entre 5 e 11 anos. Pediatras se preocupam ainda com a chamada “covid longa’’, que são as sequelas que permanecem após a recuperação da doença e podem afetar também crianças recuperadas.


Um estudo feito pelo CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) nos Estados Unidos, considerando a média de 600 mil casos diários registrados no país, um em cada cinco tem sido em crianças, de acordo com o estudo do CDC. As autoridades americanas voltaram a pedir que pais levem as crianças para serem imunizadas. Menos de 20% na faixa entre 5 e 11 anos tomou uma dose naquele país, embora as doses estejam disponíveis desde dezembro.

14 visualizações0 comentário