Estudo do Dieese aponta que o preço da farinha continua em alta


Foto: OCBPA

Herança dos povos originários a farinha de mandioca é um dos alimentos mais presentes na comida do paraense. Tá presente no consumo do açaí, do arroz com feijão também vai bem com frutas, principalmente com manga.


Atualmente, a cesta básica do paraense está mais cara e como a farinha faz parte dela, não ficou imune ao aumento.


Segundo um estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), foi constatado que o preço da farinha continua em alta. Ainda segundo o Dieese, no mês de janeiro deste ano a farinha era comercializada a R$6,98, já no mês de setembro o valor do produto já custava R$7,19. Foi um acréscimo de 0,28%, em relação ao mês de agosto. Nos primeiros nove meses desse ano, o preço da farinha acumulou alta de 3,30%.


14 visualizações0 comentário