Ex-PM acusado de cometer chacina em Outeiro é condenado a 84 anos de prisão, mas está foragido


Foto: Cena da noite do crime em 2015 | Reprodução/RBA TV

Jemerson Alan da Silva Morais, foi condenado a 84 anos de prisão por assassinar quatro pessoas no ano de 2015, no Distrito de Outeiro. A condenação do ex-PM saiu na nesta segunda-feira (14).

O crime chocou a sociedade belenense e ficou conhecido como “chacina de Outeiro”. As quatro pessoas foram mortas em maio de 2015, no distrito de Outeiro, sendo que três delas morreram no local e uma chegou a ser hospitalizada, mas não resistiu.


Nas investigações foi constatado que o crime foi motivado por ciúme, uma vez que o acusado não aceitava o fim do relacionamento com uma das vítimas.


O julgamento foi realizado à revelia, pois o assassino está foragido há 4 anos, desde que conseguiu fugir do presídio Anastácio das Neves, em Icoaraci. Jemerson chegou a ser detido no final de 2017, mas fugiu do Presídio Anastácio das Neves. Ele permanece foragido, mas mesmo assim foi julgado à revelia em 2019. Na sentença dele, o juiz Cláudio Rendeiro decretou a perda do cargo na Polícia.

31 visualizações0 comentário