Faculdades promovem mutirão no último dia da declaração do IR


Foto: Reprodução

Encerra hoje, 31 de maio, o prazo para que os contribuintes prestem conta com o “Leão”. Com isso, faculdades particulares de Belém estão promovendo um mutirão para quem ainda não declarou o Imposto de Renda (IR), cujo período começou em 7 de março.


De acordo com Luiza Maria Rodrigues Pinto, auditora fiscal da Receita Federal em Belém e supervisora Regional do Programa do Imposto de Renda Pessoa Física (PIRPF), até hoje, mais de 97% dos contribuintes fizeram declaração no Pará e no Brasil, o que corresponde a 34.100.000 no país e 707.768 mil no Estado.


Como forma de ajudar quem está com dificuldade ou deixou para fazer a declaração em última da hora, algumas faculdades particulares da capital paraense estão de plantão oferecendo atendimento de forma presencial e gratuita à população:


Estácio Doca

Hora: 09h às 19h

Local: Rua Municipalidade, 839, bairro do Reduto (entre Doca de Souza Franco e Wandenkolk)


Faci Wyden

Hora: Das 17h às 19h

Local: Laboratório de Prática e Gestão da Faculdade Faci Wyden, na Travessa Tupinambás, 461, bairro Batista Campos.


Para a professora Samara Felipe, da Faculdade Faci Wyden, este é um momento de dúvidas, mas o cidadão não pode deixar de cumprir o seu papel neste momento, pois essa é uma forma de acompanhar e avaliar o desenvolvimento social dos brasileiros.


"Além disso, a declaração pode se transformar em benefício, através das restituições de valores. Nesse sentido, faculdade tem trabalhado nos atendimentos gratuitos para apoiar a população com a orientação dos documentos necessários e na regularização legal destas pessoas para com a Receita Federal”

Restituição


Ainda segundo Luiza Maria Rodrigues Pinto, também nesta terça-feira começa a restituição do primeiro lote do IR, quando terão prioridades os primeiros contribuintes a fazer a declaração.

O pagamento do imposto retido na fonte tem como público prioritário idosos, portadores de moléstia grave e trabalhadores da área da educação, como professores.


Os últimos contribuintes a fazer a declaração têm até setembro para ter o imposto retido na fonte restituído. Quem cair na malha fiscal, deverá pagar uma multa e fazer uma declaração retificadora. Nesse caso, após a análise e deferimento da Receita Federal, a restituição sairá entre os meses de outubro e dezembro.


Malha fiscal


O contribuinte cairá na malha fiscal em casos de omissão, isto é, não declarar o IR, ou por divergência de valores de rendimentos informados e não informados à Receita Federal no ato de preenchimento da declaração.


Deve declarar o Imposto de Renda em 2022 quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano, ou cerca de R$ 2.380 por mês, incluindo salários, aposentadorias, pensões e aluguéis.


Imposto de Renda (IR)


O prazo para declarar o imposto de renda teve início no dia 7 de março e encerraria em abril, mas foi prorrogado até as 23h59 desta terça-feira, 31 de maio.


Para mais informações, consulte o site da Receita Federal.

29 visualizações0 comentário