Bolsonaro disse que não haveria guerra, mas Putin não obedeceu


Imagem: SPUTNIK/via REUTERS

A figura a maior do Brasil ainda não se posicionou sobre a invasão russa. Ainda paira uma certa duvida de qual lado Jair Bolsonaro estará nesta guerra, já que o presidente esteve recentemente em solo russo para conversar com o Presidente russo, Vladimir Putin.


Bolsonaro quando voltou da viagem à Rússia, avisou a todos que conversou com Putin e o risco de guerra seria nulo. Com a invasão dos russos em solo ucraniano nesta madrugada de quinta-feira, 24, fica evidente que o Bolsonaro não tem poder nenhum de negociação. No Planalto, o argumento é de que Bolsonaro tentou ser recebido pela Europa Ocidental. Mas teve as portas fechadas, inclusive pelo premiê Boris Johnson, no Reino Unido. E sua viagem não foi vista com bons olhos para os países que fazem parte da Otan.


Isolado politicamente no cenário mundial, Bolsonaro, tenta se encaixar em qualquer bloco a todo custo. Para outro negociador europeu, em entrevista ao portal UOL, isso não é motivo para, então, sair em busca de líderes autoritários como chancela de seu reconhecimento internacional. "Essa viagem foi um enorme tiro no pé. Mas, no fundo, quem é que fica hoje surpreendido pelas ações de Bolsonaro", afirmou um embaixador do bloco europeu.

80 visualizações0 comentário