Homem confessa que recebeu R$ 1 mil para matar PM em Mosqueiro

A Polícia Militar prendeu nesta quinta-feira (19) um suspeito do assassinato do militar da reserva Juscelino Cardoso Sepêda. Erik Ruan Silva Azevedo, de 23 anos, foi preso em Genipaúba, no município de Santa Bárbara do Pará, e apresentado na sede da Divisão de Homicídios na capital. Ele confessou ter recebido R$ 1 mil para matar a vítima, alegando saber que se tratava de um militar somente após cometer o crime.


Confira o vídeo em que o homem cita nomes de outros envolvidos e confessa a autoria do crime, que tirou a vida do PM na última quarta-feira (19):



Relembre o caso


O 25⁰ Batalhão de Polícia Militar de Mosqueiro confirmou o baleamento do militar da reserva identificado como Juscelino Cardoso Cepeda. Segundo as informações, o crime ocorreu por volta de 7h30 da última quarta-feira (18), no distrito de Belém, quando o militar estava em sua casa e os criminosos invadiram o local, atirando duas vezes em sua cabeça. Em estado grave, a vítima foi levada às pressas para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, mas não resistiu aos ferimentos.

165 visualizações0 comentário