Hospital da Mulher: Prefeito de Belém e governador do estado assinam ordem de serviço


O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, assinou ontem, segunda-feira (8), junto com o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, a ordem de serviço para início das obras do primeiro hospital público dedicado exclusivamente ao atendimento às mulheres.

Segundo a Secretaria Municipal Saúde de Belém (Sesma), o Hospital Público da Mulher Senhora de Nazaré, depois de construído, desafogará a rede municipal de saúde. Nesse sentido, a Prefeitura Municipal de Belém vem trabalhando intensamente para que todos os setores do município sejam atendidos.

O projeto da criação do Hospital, é resultado da bancada federal paraense, da qual fazia parte quando era deputado Edmilson Rodrigues, que garantiu o direcionamento do investimento na ampliação do sistema de saúde.

O atendimento - O novo hospital, projetado para ser referência nas linhas de cuidados especializados em ginecologia (geral, climatério, infanto-puberal e colposcopia), mastologia, infectologia, endocrinologia, uroginecologia, reumatologia, dermatologia, abrangendo urgência / emergência e assistência para o atendimento de Vítimas de Violências sexual e doméstica.




A unidade de saúde será equipada para a realização de serviços ambulatoriais especializados, unidades de internação com 120 (cento e vinte) leitos, sendo 100 leitos de internação e 20 de UTI, distribuídos entre as sub-especialidades da ginecologia e mastologia; centro de apoio ao diagnóstico por imagem e métodos gráficos, análises clínicas, unidades de terapia intensiva, entre outros serviços. O hospital possibilitará o melhor atendimento à saúde da mulher por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Hospital Público da Mulher Senhora de Nazaré será construído na avenida Gentil Bittencourt, 2175, bairro São Brás. A unidade terá 12 andares, sendo um subsolo, distribuídos no total de 17.648,81 m². A previsão de entrega da obra é de dois anos. O valor total do investimento será de R$ 111.167.239, 88.

34 visualizações0 comentário