Icoaraci será palco do Festival de Gastronomia das Ilhas


Foto: Reprodução - Agência Belém

O Distrito de Icoaraci receberá neste mês de julho, o Festival de Gastronomia das Ilhas nos dias 9, 10, 16 e 17 deste mês. O evento é promovido pela Prefeitura de Belém, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (Codem), com apoio da Fundação Escola Bosque (Funbosque), Universidade da Amazônia (Unama) e Agência Distrital de Icoaraci (Adic).


programação será realizada sempre aos sábados e aos domingos, das 11 às 16 horas.


O festival gastronômico foi planejado para ocorrer dentro da ação “Verão da Nossa Gente 2022”, da Prefeitura de Belém, e entre os objetivos estão a retomada dos segmentos turístico e gastronômico em Icoaraci, um dos mais impactados pela pandemia da covid-19 nos últimos dois anos.


Os estabelecimentos participantes do festival vão criar pratos especiais e inéditos para o evento ao preço individual de R$ 59,90, com direito à entrada, prato principal e sobremesa.


Desde 2015, Belém possui o selo de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O selo tornou a cidade uma referência mundial em gastronomia, passando a integrar a rede de cidades criativas da Gastronomia, que buscam desenvolvimento de maneira sustentável e de modo socialmente justo.


Histórico - O distrito de Icoaraci, também conhecido como “Vila Sorriso”, pertence ao município de Belém. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), possui cerca de 200 mil habitantes. Seu nome é de origem Tupi que significa “sol do rio”.


Icoaraci possui um parque industrial e um polo de artesanato em cerâmica, com destacada importância cultural para a região amazônica.

Possui também um centro gastronômico da culinária paraense. Sua orla é uma das principais atrações turísticas do distrito, com a famosa água de coco bastante apreciada por moradores e turistas.


A primeira edição do evento foi realizada na ilha do Combu, em outubro de 2021. A segunda edição foi realizada nos dias 14 e 15 de maio de 2022, no distrito administrativo de Mosqueiro e estendida por três finais de semana seguintes com grande participação de público.


Atualmente, a administração do selo está sob a responsabilidade da Codem que promove, apoia e fortalece eventos e atividades nessa área, sendo ainda responsável pela elaboração dos relatórios e articulações junto à Unesco, poder público, iniciativa privada e sociedade civil.


O Brasil possui quatro cidades com selo da gastronomia criativa: Florianópolis (RS), Paraty (RJ), Belo Horizonte (MG) e Belém (PA). “Belém tem uma das culinárias mais ricas e originais do país, que tem raízes indígenas e possui influências portuguesas e africanas. Possui um caráter nativo com ingredientes baseados na fauna e flora amazônicas”, afirma o gastrólogo Rodin Miranda.


Insumos para o mundo ver e sentir - Ingredientes como o açaí, tacacá, peixe filhote no tucupi, maniçoba e pirarucu têm atraído o interesse de especialistas, chefs em gastronomia e turistas de todo o mundo. Cozinheiros brasileiros e estrangeiros estão vindo à região procurando

inspiração nessa culinária criativa.


É devido à originalidade e às possibilidades de sua cozinha exótica que o Pará é um dos destinos gastronômicos mais promissores do mundo. A culinária de Belém transforma esta experiência em uma viagem pelo universo amazônico, mistura cores e sabores típicos dessa região, com ingredientes exóticos e exclusivamente regionais direto de quem pesca, colhe ou produz mantendo sua originalidade em todos os pratos que oferece.

51 visualizações0 comentário