Médico é preso por abusar de paciente que passava por cesárea


Foto: Redes Sociais

O médico Giovanni Quintella Bezerra foi preso e autuado em flagrante, na madrugada desta segunda-feira (11), por estupro. O anestesista abusou de uma paciente enquanto ela estava dopada e passava por um parto cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João Meriti, município na Baixada Fluminense.


Algumas companheiras de trabalho do médico suspeitaram do comportamento do homem. Foi aí, então, que decidiram filmá-lo através de um celular que estava escondido.


Segundo as colaboradoras do hospital, a desconfiança sobre as atitudes de Giovanni só crescia nos últimos meses. Para provar as suspeitas, elas passaram a gravar o especialista quando ele fazia os partos. E na madrugada desta segunda-feira não foi diferente.


O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu um processo administrativo para expulsar o anestesista da instituição. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável, com pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão.


Em nota, a Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Saúde, responsáveis pelo Hospital da Mulher de Vilar dos Teles, dizem que será aberta uma sindicância interna para tomar as medidas cabíveis contra o médico.


“A equipe do Hospital da Mulher está prestando todo apoio à vítima e à sua família. Esse comportamento, além de merecer nosso repúdio, constitui-se em crime, que deve ser punido de acordo com a legislação em vigor”, diz a nota.

231 visualizações0 comentário