Mais um preso na Operação que investiga a compra da fazenda do Deputado Eder Mauro


Fazenda do Dep. Eder Mauro em Bujaru - Foto: reprodução site Pará Verdade

Vocês lembram da ‘Operação Boca de Cobra’, que investiga registro, compra e venda da fazenda "Benção Divina", em Bujaru, nordeste do estado, que atualmente pertence ao deputado federal Éder Mauro (PSD), do Pará?


Então, na tarde de ontem, sexta-feira (23), a Polícia civil prendeu mais um alvo da operação, o escrivão por fraude na compra da fazenda de Eder Mauro.


De acordo com a polícia, o homem que foi preso na operação, era escrivão substituto do Cartório da Cidade de Santarém Novo. Este mesmo homem, segundo as investigações, se aproveitou do cargo que estava ocupando para beneficiar e facilitar a compra e venda da fazenda do Deputado Eder Mauro, através da emissão de documentos falsos, que davam aparência de legalidade, e assim ajudava a quadrilha, cometendo assim o crime de falsidade ideológica.


Além da apreensão de ontem, também expedidos pela Justiça de Santarém Novo, sete mandados, sendo três de prisões e quatro de busca e apreensão após parecer favorável do Ministério Público Estadual (MPPA).


A Operação Boca de Cobra


A operação foi deflagrada no dia 24 de junho e cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão em Belém, Ananindeua e Santarém Novo. Foram presos dois empresários em Belém, um residia em um prédio de luxo, no bairro do Umarizal e o outro foi localizado em sua empresa, sediada no bairro do Mangueirão.


Também foram encontrados diversos documentos relacionados à fraude, celulares, uma arma de fogo e 105 munições intactas. O empresário foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

18 visualizações0 comentário