Movimentos populares puxam ato contra Bolsonaro no Dia da Consciência Negra em Belém


Foto: reprodução/redes sociais


No dia 20 de novembro, entidades sindicais e movimentos populares estarão mais uma vez nas ruas contra a política genocida do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em defesa da igualdade racial, da vida, da democracia e do emprego. Já será a sétima jornada nacional de manifestações neste ano.


Com a tag #20NForaBolsonaroRacista, o Dia da Consciência Negra tem atos convocados em todo o país pela Convergência Negra, Coalizão Negra por Direitos e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, articulado com diversas organizações dos movimentos sociais negros.

Na capital paraense, o ato se concentrará em frente ao mercado de São Brás, às 8h00, e seguirá até a praça da República.



Como nas outras manifestações, os organizadores pedem que as pessoas mantenham o zelo com o distanciamento, a higienização e o uso de máscaras.




Em pauta, os grandes problemas nacionais estarão, como sempre, presentes no protesto: desemprego; descontrole no custo dos alimentos, do gás, dos combustíveis, da conta de luz e da moradia; pobreza e fome voltando aos níveis do século passado. E como os grandes problemas nacionais são mais graves para a população negra.





59 visualizações0 comentário