MP investiga ex-prefeito Zenaldo por superfaturamento em contrato de guincho



O Ministério Público do Pará (MPPA) entrou com uma ação na Justiça contra ex-prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, por suspeita de superfaturamento em um contrato de Guincho da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) firmado em 2014.


De acordo com a ação do MPPA, divulgada na última sexta-feira (18), essa apuração de possíveis irregularidades é quanto ao alto valor cobrado para reboque/guincho de veículos, no âmbito da Semob, quando Zenaldo Coutinho era prefeito de Belém.




E sobre esse assunto, a deputada Marinor Brito (PSOL), quando ainda era vereadora de Belém, fez diversas denúncias ao MPPA sobre contra os abusos de autoridades cometidos pela Semob, além do superfaturamento das taxas de guincho e da liberação de veículos apreendidos injustamente, e na gestão justamente do Zenaldo Coutinho.


Na denúncia, a empresa contratada por Zenaldo chamada ‘Plataforma’, cobraria cerca de 1.072 para fazer um guincho, enquanto outras cobravam 400 reais, para fazer o mesmo trajeto. Ainda, sobre a licitação, onde uma empresa ganhou, esta terceirizava o serviço de outra para realizar o trabalho.


Esta é só mais uma investigação nas costas do Tucano, e vamos esperar o desfecho de mais esse processo. Para quem quiser acompanhar, a investigação é pública, e é só entrar no site do Ministério Público, no processo de nº 000032-151/2018.

59 visualizações0 comentário