Novas medidas de combate à covid-19 são anunciadas pelo Governo do Pará


Foto: reprodução rede social Governo do Pará

A Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), anunciou na tarde desta sexta-feira (21) as novas estratégias de combate à covid-19 no estado. A estratégia é incentivar a vacinação, aumentar a capacidade de testagem e a fiscalização do cumprimento do decreto de Incentivo à Vacinação contra a covid-19.


De acordo com os dados apresentados pelo secretário de saúde, Rômulo Rodovalho, o número de casos e hospitalizações se mantém estável no estado e que, por isso, não serão adotadas novas medidas restritivas. E, o Pará vive uma terceira onda de covid-19, no entanto, houve mudança no cenário epidemiológico, diferente das ondas anteriores: agora, o estado tem mais de 70% das pessoas vacinadas com duas doses.


Sobre os leitos ocupados, onde de todas as pessoas internadas em leitos de covid-19 do Pará, 94% não estão em dia com a vacinação. O presidente da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), Marcel Botelho, com base no cenário atual da covid-19 no Pará, estima que a taxa de ocupação de leitos tem tendência de queda para as próximas duas semanas. E para que isso aconteça, o foco das ações do Governo do Pará deve ser a vacinação e cobrança do passaporte vacinal.


Ainda, o secretário Rodovalho pediu que a população não deixe de vacinar as crianças e adolescentes, a partir de 5 anos (para a vacina pediátrica da Pfizer) e 6 anos (para a vacina CoronaVac, do Instituto Butantã). "Levem suas crianças para vacinar. Vamos acreditar na ciência e na vacina", comentou.


Ainda, o Governo do Estado já está em tratativas com instituições de ensino para ampliar a testagem em todo o Estado. Serão disponibilizados mais de 20 mil testes para a Covid-19. A partir da próxima quarta-feira (26/01), o Governo iniciará uma grande ação de testagem em massa.


Esporte – segundo o governo, as atividades esportivas, onde inclui-se o Campeonato Paraense, não terão capacidade de público reduzida e os jogos poderão ser realizados com a manutenção das atuais precauções sanitárias.





44 visualizações0 comentário