OMS declara varíola do macaco uma emergência de saúde internacional


Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ativou seu nível mais alto de alerta para o crescente surto de varíola do macaco, declarando o vírus uma emergência de saúde pública de interesse internacional.


Isso significa que a OMS agora vê o surto como uma ameaça significativa o suficiente para a saúde global que é necessária uma resposta internacional coordenada para impedir que o vírus se espalhe ainda mais e potencialmente se transforme em uma pandemia.


Até o momento, quase 17 mil casos foram diagnosticados em 74 países do mundo.


Doença


Varíola dos macacos (Monkeypox) é um vírus que acomete animais e, raramente, os humanos e ocorre em regiões de floresta da África Central e Ocidental. Porém, de acordo com o centro de pesquisa biológica Instituto Butantan, os casos relatados em continentes em diversos continentes no mundo, podem indicar uma possível transmissão comunitária do vírus, não tendo relação com as regiões africanas.


As pessoas acometidas pela doença apresentam lesões pelo corpo, como coceiras doloridas que podem ser semelhantes à catapora. Além disso, os sintomas podem incluirfebre, dor de cabeça, dor nas costas ou musculares, inflamações nos nódulos linfáticos, calafrios e exaustão. Após a infecção, a doença costuma se manifestar entre 5 e 21 dias.


Transmissão


O contágio da doença, que até o recente surto raramente era vista em outras partes do mundo, ocorre principalmente por contato próximo a uma pessoa infectada com o vírus, podendo entrar no corpo pelo sistema respiratório, olhos, nariz, boca ou por lesões na pele.


A forma de transmissão pode ter sido a mesma que acometeu um brasileiro, de 26 anos, na Alemanha, vindo de Portugal após passar pela Espanha.


Em países como o Reino Unido, a vacina contra a doença está sendo oferecida para pessoas com maior risco.

44 visualizações0 comentário