PF, Ibama e Funai fazem operação de combate ao garimpo ilegal em Terra Indígena


Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal, juntamente com o Ibma e a Funai cumprem nesta terça-feira (7) seis mandados de busca e apreensão no combate ao desmatamento e ao garimpo ilegal, na Terra Indígena Ituna-Itatá, nos municípios de Altamira e Senador José Porfírio, no Pará.


A operação denominada "Donos da Terra" integra a "Operação Guardiões dos Biomas" contou com aeronaves, embarcações, viaturas além de 40 policiais que foram mobilizados para participar da ação.


A PF ainda não divulgou o que foi aprendido durante as buscas.


Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, a Terra Ituna-Itatá foi uma das mais desmatadas do ano 2019. Já nos primeiros meses de 2020, cerca de 1.300 hectares de floresta foram desmatados para a prática do garimpo ilegal. Isso representa um aumento de quase 60%, se comparado ao mesmo período do ano passado. A Terra Indígena ficou à frente nessa lista com 397 hectares desmatados.


Grande parte seria resultado da extração de ouro em garimpos ilegais, que utilizam máquinas pesadas como dragas, balsas, pás carregadeiras e escavadeiras hidráulicas, que causam grande destruição ao meio ambiente.






67 visualizações0 comentário