Prefeito de Belém anunciou que obras de reparo na Ponte do Outeiro já iniciaram no domingo


Foto/reprodução JL

Na manhã desta segunda-feira (24), o Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, em uma entrevista a uma emissora de TV loca (TV Liberal), sobre a revitalização da ponte de Outeiro, que está interditada desde o dia 17, depois que um dos pilares caiu após ser atingido por uma embarcação.


Na entrevista Edmilson falou que a obra será feita em duas etapas, “a primeira etapa é estabilizar os tabuleiros, diferente da ponte de Moju os tabuleiros caíram, já na ponte de Outeiro os tabuleiros foram preservados em grande medida porque parte em aço, isso permite colocar pontos de apoio numa área de Pilar e no outro, e esticar cabo de aço muito potentes, de modo que quando eles forem bem esticados, vários cabos de ação aumenta a pressão entre as partes do tabuleiro e aumenta a estabilidade,” disse.


De acordo com o prefeito, o Ministério Público do Estado, Tribunal de Contas do Estado, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), juntamente com o Governo do Estado e a Prefeitura de Belém, acompanham a licitação da contratação das obras. O projeto deve estabelecer que a ponte seja estaiada permitindo que a abertura do vão central meça 100 metros, 60 a mais do que atualmente, e já preparando a base para a duplicação futura, considerando o crescimento populacional e da demanda na ilha.


E mais, as obras de cabiamento já começaram, e que dentro de um mês poderá ser autorizado a passagem de pedestres, motos e bicicletas. Ainda, terá um novo ponto haverá espécie de terminais, pois os pedestres deverão pegar ônibus nas duas margens da ponte.


Edmilson informou que foi criado um grupo de trabalho dentro da prefeitura, um Grupo de Trabalho (GT), para atender a população da ilha de Outeiro em várias linhas de ações de política pública.


Mais investimento para os moradores da Ilha


A prefeitura garante que todos os barraqueiros da praia por pelo menos seis meses, que receberão R$ 500, além dos funcionários das barracas e trabalhadores cadastrados e informais também irão receber benefícios no valor de R$ 300, como garantiu o prefeito.


O auxílio emergencial para barraqueiros das praias da ilha, no valor de R$ 500 e o auxílio para os trabalhadores do setor de turismo, como vendedores ambulantes, auxiliares das barracas e trabalhadores informais, no valor de R$ 300 serão garantidos por, pelo menos, seis meses. O valor total dos investimentos é de R$ 1 milhão.



44 visualizações0 comentário