Prefeitura de Belém retomará obra abandonada da gestão passada e construirá quadras de qualidade


Foto/reprodução


Lamentavelmente, não são incomuns os casos de obras abandonadas dentro da realidade urbana brasileira. Há sim na maioria das cidades de porte grande e médio, e agora até nas menores, um número determinado obras entregues à própria sorte, sem receber nenhum tipo de atenção ou de manutenção por parte do governo.


Um episódio que recente foi pautado, são as quadras públicas de tênis “Professor Nelson Forte”, instaladas na orla do Portal da Amazônia, em Belém, obra esta que foi entregue no ano 2020, quando o gestor ainda era o ex-prefeito Zenaldo Coutinho, quem fez a denúncia em suas redes sociais, porém um detalhe: a inauguração das quadras foi feita sem que as obras estivessem concluídas.


Um outro ponto, foi que logo após a falsa inauguração, a gestão anterior suspendeu os pagamentos da empresa responsável pelas obras.


Ao certo ainda não se sabe qual a intenção do ex-prefeito em fazer esse tipo de exposição, sendo que enquanto foi prefeito de Belém de 2013 a 2021 a cidade ficou às baratas e inúmeras obras abandonada e um rombo de mais de R$ 51 milhões nas contas da prefeitura quando acabou o mandato.

A prefeitura de Belém, em nota ressaltou que “ao tomar posse, a nova gestão do prefeito Edmilson Rodrigues, realizou vistorias em conjunto com outros órgãos e constatou a inconclusão da obra das quadras, o que obrigou fechar os espaços pela segurança da população e dos esportistas. A planta da obra aprovada pela gestão anterior continha sérias deficiências de planejamento”.



É importante ressaltar que o gerenciamento das quadras seria compartilhado entre Prefeitura e Federação paraense de Tênis, com a área sendo utilizada, principalmente, para a prática de projetos sociais, lazer e fomentação do esporte na cidade, porém as quadras foram entregues com cabeamento elétrico inadequado, os banheiros e vestiários também não possuíam projeto hidrossanitário, obrigando assim fechar os espaços pela segurança da população e dos esportistas.


De acordo com nota da prefeitura, “para resolver a situação, a atual gestão da Prefeitura Municipal de Belém (PMB) precisou revisar todo o projeto e corrigir os pagamentos em face da empresa responsável, dando assim, Início a construção do quiosque, vestiário, bancos, pergolado e manutenção dos arredores da quadra, conforme o projeto aprovado em licitação, disse.




48 visualizações0 comentário