Prefeitura de Belém e Unicef se unem para combater a pobreza menstrual na capital


Foto: Reprodução - Agência Belém

A Prefeitura de Belém, através da Secretaria de Educação (Semec), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), iniciou a campanha com o intuito de combater pobreza menstrual na capital com a distribuição de milhares de kits com absorventes íntimos, para as estudantes da rede municipal de ensino.


A ação atuará nas escolas, com a distribuição dos kits, e promovendo inúmeras rodas de conversas, com psicólogas e assistentes sociais, orientando sobre a saúde menstrual e a gravidez na adolescência com as estudantes da rede de ensino.


A campanha segue nesta semana na capital, e serão distribuídas para pouco mais de 12.100 estudantes, com idade menstrual entre 10 a 17 anos, em 92 escolas da rede de ensino de Belém. Nesta terça-feira 8, será a vez da EMEF Gabriel Lage da Silva, no Tapanã, receber os kits.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), no Brasil, mais de 700 mil meninas vivem sem acesso à banheiro e chuveiro em casa; e mais de 4 milhões de meninas não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas.


Vale ressaltar, que está previsto para ser votado no Congresso Nacional o veto do Presidente, para analisar os 19 vetos presidenciais em uma sessão conjunta na tarde desta terça-feira (08). Entre os projetos vetados total pelo ex-capitão, está o que prevê a distribuição gratuita de absorventes para estudantes de baixa renda, pessoas em situação de rua e mulheres detidas.

48 visualizações0 comentário