Prefeitura de Belém vai dar o maior abono salarial da história do Brasil para servidores da educação


Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues // Foto reprodução

É a primeira vez na história que uma prefeitura de uma capital do Brasil dará um abono salarial tão alto como esse, de R$ 9 mil. Edmilson Rodrigues anunciou essa “bolada”, na noite desta segunda-feira (6), esse abono é para os trabalhadores da educação.


Ainda segundo o prefeito Edmilson Rodrigues, receberão o abono, tanto os concursados, quantos os temporários, como os professores, merendeiras, porteiros, secretários das escolas e todos que trabalham na área de educação do município.


O valor será divido de forma proporcional aos meses trabalhados, quem tem um ano de trabalho, vai receber em torno de R$ 9 mil, como a maioria dos profissionais da educação de Belém tem esse tempo de trabalho, logo a maioria receberá essa “bolada” do governo de Edmilson.


Esse recurso vem do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), e de recursos próprios do município. O Fundeb é um fundo que conta com participação dos Municípios, Estados e Governo Federal.


A decisão de dar o abono se trata de uma política de Governo, pois nos anos anteriores das gestões passadas, esse recurso do Fundeb voltava para a União, já que não havia destinação e nem política de governo para a destinação dele.


Valorização


O abono dado pela Prefeitura de Belém e as propostas de reajuste salarial e no vale alimentação para o ano de 2022, apresentados na mesa de negociação permanente, fazem parte da política anunciada pela atual gestão de valorização do funcionalismo para reverter o quadro de desprezo que vigorou nos últimos 16 anos.

1.315 visualizações0 comentário