Prefeitura inicia processo reestruturação no sistema de Saúde de Belém



Ontem, 29, a Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), divulgou uma nota sobre o início do processo de reestruturação do Sistema de Urgência e Emergência da Rede de Saúde do Município.


Segundo a Sesma, as mudanças, que foram decididas pela gestão municipal, "alcançaram a área de Urgência e Emergência da rede municipal de Saúde, com adequações nas equipes da Diretoria de Urgência e Emergência, do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu - 192) e dos Hospitais de Prontos-Socorros Mário Pinotti e do Guamá.


De acordo com a nota, Foram levadas em considerações análises e critérios técnicos, bem como a estabilidade da pandemia na capital, onde os últimos dados divulgados mostram a redução de 50% para 40% a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com covid-19 nos últimos dias.


O último Boletim Covid-19, divulgado nesta quinta-feira, 31, aponta queda de casos novos da doença em Belém nos últimos sete dias. No documento atualizado, divulgado nesta terça-feira, 29, foram contabilizadas 13 pessoas positivadas com a doença, duas a menos do que foi revelado pelo boletim anterior, publicado na segunda-feira, 28. A taxa de ocupação de leitos clínicos também reduziu, antes estava 50% e, agora, 40%. O ponto positivo é que pela quarta vez não se registrou ocupação do leito de UTI por causa da covid-19, que infelizmente levou a óbito mais três pessoas.


A Sesma aponta que "faz parte da reestruturação do serviço a adequação no quantitativo e valores de plantões das categorias profissionais, medida administrativa que objetiva adequar as escalas de plantão às necessidades quantitativas e qualitativas das demandas de atendimento, respeitando as cargas de trabalho legalmente definidas para cada categoria profissional".

Outra mudança é relacionada ao abono Covid, implantado durante a pandemia, a secretaria informou que, deve "redefinir valores de plantões compatíveis com aqueles valores praticados por cada categoria profissional, conforme o grau de complexidade de cada atividade assistencial".


A Sesma reforça, por fim, que está reestruturando o processo de abastecimento de insumos e medicamentos nas unidades de urgência e emergência do município.



27 visualizações0 comentário