Protesto na BR-316: Professores de Ananindeua fecham BR-316 pedindo reajuste salarial e valorização


Foto: reprodução rede social


Nesta quinta-feira (16), um protesto dos professores da rede municipal de ensino de Ananindeua, na região metropolitana de Belém, fechou uma das vias da BR-316. Os professores pediam o pagamento de abono ou reajuste salarial com recursos que teriam sobrado, segundo os professores, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).


A categoria, com cartazes, eles reivindicam abono salarial e a valorização da categoria. Além disso, os docentes cobram respostas do prefeito da cidade, dr. Daniel Santos.


Em pauta – Com a retomada da campanha salarial o Sintepp-Ananindeua apresentou dados sólidos sobre a prestação de contas do Fundeb que, dentro dos 70%, gerou o pagamento de um abono salarial para o grupo magistério que ocorrerá no próximo dia 23/12/21. Na mesma direção, a coordenação do Sintepp apresentou números que comprovaram que houve sobra de recursos nos 30% restantes de recursos do Fundeb gerados pela não reposição de servidores(as) não docentes distratados quando da troca de governo (de Manoel Pioneiro para Daniel Santos).


Nota da Prefeitura de Ananindeua – Prefeitura não confirmou se vai atender ao pedido, mas diz que a os recursos destinados para a educação estão sendo aplicados nos termos da lei. Ainda conforme a prefeitura, duas reuniões solicitadas pelos próprios professores foram realizadas e o diálogo com a categoria está sendo mantido.


19 visualizações0 comentário