PSOL oficializa apoio a Lula no 1º turno das eleições


Imagem: Divulgação

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) oficializou seu apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência. Após meses de debate e controvérsias dentro do partido sobre o apoio ao ex-presidente no 1º turno ou o lançamento de uma candidatura própria, a legenda realizou uma conferência nacional em São Paulo para definir sua tática eleitoral.


"É nossa contribuição para derrotar Bolsonaro e livrar o povo brasileiro desse pesadelo. Só Lula pode liderar esse movimento. Por isso estaremos com ele desde já. Agora é PSOL com Lula", publicou o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros.


Essa é a primeira vez que o PSol, desde que foi criado em 2006, apoia o PT desde o primeiro turno e decide não lançar candidato próprio ao Planalto. A sigla já lançou Heloísa Helena na disputa presidencial de 2006, Plínio de Arruda Sampaio em 2010, Luciana Genro em 2014 e Guilherme Boulos em 2014.


A decisão foi tomada através da Executiva Nacional da sigla, foram 35 votos a favor e 25 contra o apoio a Lula no 1° turno. O apoio a chapa tem como contrapartida a apresentação de propostas como a revogação do teto de gastos e da reforma trabalhista, sancionados pelo governo Michel Temer (MDB).


“A união da esquerda em torno da candidatura de Lula é sem dúvida a melhor tática para derrotar Bolsonaro. Estamos felizes e esperançosos com essa decisão. Na semana que vem já iniciaremos as conversas para participar do conselho político da campanha e da coordenação do programa de governo”, disse Medeiros.


A reunião da executiva nacional do Psol ocorreu em São Paulo e contou com diversos dirigentes do partido aqui do Pará, entre as figuras destacadas, a deputada estadual Marinor Brito que comemorou nas redes sociais a decisão da executiva nacional do partido.




18 visualizações0 comentário