Rodoviários podem começar o mês de maio em greve


Foto: Divulgação/Prefeitura de Belém

Os rodoviários podem começar o mês de maio de braços cruzados. Em reunião com as lideranças sindicais na tarde da última quarta-feira (27), ficou acordado que se o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Belém (Setransbel), não atender as reivindicações, a capital amanhecerá em greve a partir do dia (03).


As reivindicações são referentes as percas salariais, a proposta da patronal foi de 3,5% no salário, 3,5% no repasse da clínica. Mas segundo os rodoviários, as percas salariais já chegam a 12%.


Eles ainda afirmam que não desejam parar, mas se a patronal não der uma posição boa sobre as reivindicações, não terão outra saída.


+ LEIA MAIS:

Prefeitura de Belém encaminha edital de licitação do transporte público ao TCM


A prefeitura de Belém encaminhou na tarde da última sexta-feira (08), ao Tribunal de Contas dos Municípios o edital referente licitação do transporte público na capital, que garantirá a qualidade do serviço.


O edital foi encaminhado ao TCM, durante uma reunião feita ontem no prédio do Ministério Público. O documento precisa ser analisado para que possa ser publicado. Na próxima terça-feira (09), será fechado o cronograma para os processos licitatórios.


Esta é primeira vez que Belém vai passar por um processo de licitação.


Atualmente, as empresas que atuam na cidade trabalham por meio de concessões. Sem resquícios de concorrências, não há um serviço de qualidade e o resultado é que todo belenense vê: ônibus sucateados e sem funcionar, além do alto tempo de tempo de espera.


Com a licitação, o governo municipal também se compromete a criar subsídios para a melhora nos serviços prestados e sem aumento na tarifa do transporte. São recursos enviados pela prefeitura ao setor do transporte, fazendo com que o serviço continue fluindo de forma positiva.


Segundo o Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, a gestão pretende publicar o edital até o fim do mês de maio.


Belém conta hoje com 1650 veículos nas ruas, dividido em 170 linhas. Os dados são da Semob.


65 visualizações0 comentário