Sabes o que está acontecendo na cidade? A Oficina de Reaproveitamento de Óleo de Cozinha


Óleo de Cozinha transformado em sabão - Foto: Reprodução site SP

O óleo de cozinha está entre os principais poluidores do mundo, em um comparativo básico pode se dizer que um litro de óleo tem capacidade para poluir 100 litros de água. Agora, imagine isso multiplicado por cada casa no planeta que também descarta o óleo de maneira indevida. Com esta matemática simples é possível mensurar a atual situação da Terra e também a irresponsabilidade dos habitantes com a água potável existente.


Pensando nisso, uma ação que está sendo promovido pela Prefeitura de Belém, por meio Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova (Promaben), a Oficina de Reaproveitamento de Óleo de Cozinha para fabricação de sabão, nesta quinta-feira (22), na avenida Bernardo Sayão, nº 1114, esquina com rua dos Caripunas.


De acordo com o Promaben, o objetivo da ação é reduzir o descarte irregular de óleo de cozinha, e evitar o dano ambiental que ele causa, além de contribuir para a geração de renda, com o curso de fabricar sabão através desse óleo que seria descartado.


A oficina é ministrada pela engenheira agrônoma, mestre em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia, Tahnity Harad. E, iniciativa é do Programa de Educação Ambiental e Sanitária (PEAS) do Promaben, e realização do consórcio TPF/Synergia, em parceria com a Coordenadoria de Educação Ambiental da Agência Reguladora do Município de Belém (Arbel) e Cooperativa de Catadores de Material Reciclável (Concaves) junto com a comunidade.


Além de hoje, uma segunda oficina de Reaproveitamento de Óleo de Cozinha, já está marcada para 27 de julho, às 9h, no Bar do Wal, na Travessa Monte Alegre, n 1512, esquina da Rua dos Timbiras.


Os benefícios da Oficina de Reaproveitamento de Óleo de Cozinha


O sabão ecológico traz inúmeros benefícios por não agredir a natureza e poluir o meio ambiente. Além de superar a qualidade do material produzido nas indústrias comuns, o sabão ecológico não agride a pele e não contém produtos químicos como os industrializados.


O produto é 100% biodegradável e ao se decompor em contato com colônias de micro-organismos existentes em água corrente perde as propriedades químicas nocivas ao meio ambiente.

27 visualizações0 comentário