Sepultado corpo de jovem desaparecido na Baía do Guajará


Foto: CBMPA

Familiares de Daniel Vitor Castro sepultaram na manhã desta segunda-feira (23) o corpo do jovem, de 17 anos, que desapareceu na última sexta, dia 20, após mergulhar às margens da Baía do Guajará, em frente ao complexo Ver-o-Rio, em Belém.


Ainda bastante abalada, uma tia da vítima não quis dar muitos detalhes, mas informou à nossa equipe de reportagem do Belém Notícias que o corpo do jovem foi sepultado por volta das 11h de hoje, em um cemitério público no bairro de Águas Brancas, em Ananindeua.


O corpo foi encontrado por volta das 3h do último domingo (22), nas proximidades da Estação das Docas, distante cerca de 1,5 km do local de mergulho. A Polícia Científica foi acionada para fazer a remoção e a identificação da vítima mediante presença dos familiares.


Relembre o caso


Segundo informações preliminares, Daniel Vitor Castro, de 17 anos, havia saído da escola por volta das 11h30 da última sexta-feira (20) e ido até o complexo Ver-o-Rio para tomar banho com amigos às margens da Baía do Guajará. O desaparecimento do jovem aconteceu depois que ele pulou de uma espécie de mureta.


Pessoas que estavam com o adolescente no local disseram que ele ainda tentou nadar para a faixa de areia, mas não conseguiu. Elas ainda tentaram socorrê-lo, mas não tiveram sucesso.


Buscas

Na tarde do último sábado (21), o Corpo de Bombeiros encerrou os mergulhos na área onde Daniel desapareceu. As buscas ganharam reforço com o apoio de lanchas e de um helicóptero. Familiares também colaboraram, com a mobilização da família e amigos.


Alerta

Para Nelson Fernandes, tio da vítima, o momento deve servir para que providências sejam tomadas no local do acidente, que passa por reforma.

“Só este ano já são três afogamentos com esse e nada é feito. Nenhuma placa. Ninguém avisa que não pode. Não há proibição. Alguém precisa fazer algo”, desabafou.
46 visualizações0 comentário